REDEMPREGA LISBOA

O Programa RedEmprega Lisboa tem como objetivo aumentar a empregabilidade da população da cidade de Lisboa, através da dinamização de redes territoriais, agregando assim diversas entidades bem como dinâmicas locais, que promovam de forma integrada, respostas à população desempregada bem como a procura de trabalhadores e trabalhadoras por parte das entidades empregadoras.

PRINCIPAIS RESULTADOS

Resultados 15.10.2016-30.03.2020

1

REDES

1

FREGUESIAS

1

ENTIDADES

Resultados 01.09.2018-30.03.2020

1

ENTIDADES

1

EMPRESAS

1

PESSOAS ACOMPANHADAS
EM GABINETE

1
PESSOAS INSERIDAS EM MERCADO DE TRABALHO
1

PESSOAS ACOMPANHADAS EM
PÓS-COLOCAÇÃO

DESDE OUTUBRO DE 2016 A JANEIRO DE 2020 FOI AINDA POSSÍVEL:

Desenvolver mais de 75 atividades na área da empregabilidade.

Criar 28 gabinetes de emprego que envolveram 36 técnicos/as.

Desenvolver 36 ações de formação-ação individualizadas e em contexto.

Formar cerca de 83 técnicos/as nas áreas do emprego apoiado e animação territorial.

QUEM SOMOS?

Em 2016, a Câmara Municipal de Lisboa, inspirada por práticas desenvolvidas na RedEmprega Vale de Alcântara e por um projeto BIP/ZIP focado nos temas da empregabilidade, desafia a Associação Portuguesa de Emprego Apoiado e a Fundação Aga Khan, para o desenvolvimento do que viria a ser o Programa RedEmprega Lisboa. As três entidades, em estreita colaboração com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, estiveram envolvidas na conceção, organização e execução do Programa Redemprega Lisboa. Na sua primeira fase, visou principalmente a criação e implementação de duas novas redes – RedEmprega Centro Histórico e RedEmprega Lx Oriental – e o acompanhamento às cinco redes já existentes – Rede EFE, Grupo de Empregabilidade de Carnide, Rede de Empregabilidade da Alta de Lisboa, Rede São Domingos Emprega e RedEmprega Vale de Alcântara.

Visamos assim alargar as boas experiências já existentes na área da empregabilidade às demais zonas da capital.

PRINCÍPIOS DE ATUAÇÃO REDEMPREGA LISBOA

A Metodologia de Emprego Apoiado e a Animação Territorial são os princípios base de atuação do Programa RedEmprega Lisboa.

Metodologia Emprego Apoiado – acompanhamento individualizado das pessoas, através de Percursos Integrados de Inserção, visa uma resposta holística só concretizável através de um trabalho em rede (entidades da área social, saúde, habitação, formação, empresarial), com a finalidade da melhoria das condições de empregabilidade. O Emprego Apoiado é completamente consistente com os conceitos de capacitação, inclusão social, dignidade e respeito pelas pessoas.

Animação Territorial – processo de animação dos recursos organizacionais e comunitários de um dado território, com vista à concertação, procura de solução para problemas comuns e rentabilização de recursos. Na área da empregabilidade a animação das organizações existentes traduz-se na criação de redes de empregabilidade.

Pretende-se assim, contribuir para uma maior humanização das relações entre pessoas em situação de risco e exclusão social e o mundo laboral, por forma a dar mais oportunidades a quem mais necessita. Permite melhorar as condições de empregabilidade de quem vive em Lisboa, potenciando a ação de várias instituições, públicas, privadas e entidades da economia social.

TRABALHO DIGNO - CONCEITO OIT

O Programa RedEmprega Lisboa rege-se por indicadores de actuação para os diversos públicos que estão em consonância com o conceito da OIT sobre trabalho digno! Temos como objetivo promover ações que levem a uma maior sustentabilidade, trabalho digno, inclusão e diminuição de desigualdades entre as pessoas e nos territórios. Estes objetivos e ações estão interligados com os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) preconizados pelo BCSD (Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável).

A. Conceito OIT

O conceito de trabalho digno resume as aspirações de homens e mulheres no domínio profissional e abrange vários elementos: oportunidades para realizar um trabalho produtivo com uma remuneração justa; segurança no local de trabalho e proteção social para as famílias; melhores perspetivas de desenvolvimento pessoal e integração social; liberdade para expressar as suas preocupações; organização e participação nas decisões que afetam as suas vidas; e igualdade de oportunidades e de tratamento.

Dito de uma forma mais resumida, atualmente o principal objetivo da OIT consiste em promover oportunidades para que mulheres e homens possam ter acesso a um trabalho digno e produtivo, em condições de liberdade, equidade e dignidade. Para que este objetivo se efetive, a OIT desenvolveu uma Agenda assente nos quatro objetivos estratégicos da Organização: a criação de emprego; a garantia dos direitos no trabalho; a extensão da proteção social; e a promoção do diálogo social.

B. Indicadores orientadores:

  • Salário Mínimo
  • Contrato de trabalho ou prestação de serviços
  • Permitam as pessoas viver condignamente
  • Adequação dos horários / turnos à realidade da pessoa
  • Condições de segurança no local de trabalho
  • Adequação da localização do local de trabalho à realidade da pessoa